fotografia e futuro

por mayra vilar lins

“Nossa cultura já está inteiramente dominada por dispositivos tecnológicos instantâneos que sustentam uma complexa rede de simultaneidades globais. Os diagnósticos da pós-modernidade assinalam no contemporâneo a perda do futuro, que teria se precipitado sobre o presente na forma do risco (pedagogos e médicos indicam comportamentos de risco, investidores ranqueiam o risco-país, ninguém mais adoece, apenas desenvolve um aspecto de suas propensões genéticas). Junto com o desaparecimento do futuro vieram atestados de óbito que se tornaram célebres (como o do fim da história ou o das utopias, por exemplo). Só  agora, nos estertores do mundo moderno, podemos compreender qual pode ter sido o papel da fotografia em uma existência que se tornava cada vez mais instantânea: preservar a possibilidade do futuro como diferença pela qual vale à pena esperar.”
Maurício LissovskyDez proposições acerca do futuro da fotografia e dos fotógrafos do futuro.

 

Anúncios